sexta-feira, 29 de junho de 2012

aí a tia descobriu um problema na tireoide. o que explica o cansaço da vida e a raiva do mundo. e os quilos extras, o sono sem fim, a queda de cabelo, a pele cagada. a irritação e o mau humor do cão. poderia apostar que o belíssimo argumento ~falta de pica~ foi muito associado ao meu nomezinho por gente obrigada a conviver comigo nos últimos meses. mas enfim. to medicada. consegui fazer um experimento com 40 crianças e não esganei nenhuma delas. to calma, to controlada. pode vir, gente. é seguro agora.

terça-feira, 19 de junho de 2012

domingo, 17 de junho de 2012

estava eu stalkeando gente com uma vida mais interessante que a minha - o que inclui todos vocês, devo dizer - e encontrei este vídeo:


e eu chorei o mundo. com todas as versões. todas as vezes. agora. porque já foi tão meu. isso de voltar pro ninho e redescobrir meu lugar. pra retornar e enfrentar o dia a dia. já foi tão meu e eu perdi. quebrou. em algum momento entre o desespero da queda e a esperança do recomeço. em tantas vezes que eu quis reaprender, que eu quis responder sim e sempre tive o mesmo fim. eu cansei de acreditar. e eu disfarço, costuro desculpas. mas sempre volto ao mesmo lugar. e não posso sucumbir. não há escolha. eu já sei do fim, não importa quantas tentativas de mudar o caminho. enquanto isso, eu tento afastar os meus demônios, que sempre voltam. tento não me deixar tragar de volta pra 2004. e vou ensaiando sorrisos e maqueando feridas. como estou fazendo agora. porque não já não importa mais. eu perdi. e já não importa.

sexta-feira, 15 de junho de 2012

eu preciso fazer uns experimentos para testar aquisição de quantificador em criança. e aí eu estou me divertindo catando figurinha fofa no google imagens. não vou entrar em detalhes, mas é preciso dar alternativas de resposta pra criança. tipo todos os coelhinhos com balão, um coelhinho sem balão, um ursinho com todos os balões. daí eu estou fazendo lindas montagens no paint. sintam só tamanha habilidade da pessoa:
já temos um gatinho perneta e um porquinho com os dedinhos decepados. mas devo dizer que é a melhor parte do trabalho e estou me divertindo. até o momento em que eu tiver de encarar as crianças e elas me engolirem. vamos acompanhar.

segunda-feira, 11 de junho de 2012

aí eu estava em casa e achei que seria uma boa ideia procurar a caricatura que meu primo fez de mim. pra compartilhar com vocês. fui vasculhar *a caixa* e encontrei fotos de ex-namorados, cartinhas cafonas, bilhetes. correios-elegantes de 1992 do tipo "faz tempo que to te paquerando. te liga. bjo.". e mais cartinhas escritas em caneta colorida e mais bilhetinhos caprichosamente dobrados e coisas que eu queria deixar esquecidas. e aí foi me dando uma tremedeira, uma batedeira no coração e achei que fosse morrer. soquei aquela tralha toda de volta pra caixa e guardei. esqueci da caricatura.

nah, mentira. encontrei o desenho. mas achei menos caricatura e mais retrato e emputeci e enterrei de volta na pilha de papel velho. antes que eu botasse fogo em tudo. na próxima, quem sabe. daqui 20 anos.

voltei. te liga. bjo.

terça-feira, 5 de junho de 2012

sexta-feira, 1 de junho de 2012

e as coisas não-ditas, essas nunca vão embora. emaranhado de palavras dançando, enredando pensamentos imperfeitos. é o que permanece. nas entrelinhas. nos suspiros, nas lágrimas sufocadas. queimando. fermentando mágoa. pacotinhos de mágoa acumulados. nunca vão embora.